Pular navegação

Monthly Archives: setembro 2009

Parabenizo a professora Maria Denise de Viamão/RS pela atitude tomada ante um pichador que destruiu o trabalho de uma semana para a pintura das salas de aula.  Sugiro ao Governo do Estado que edite uma Lei que pode ser chamada de “Maria Denise” imputando aos pais as despesas com os reparos dos prejuízos causados por esses elementos deletérios. A atitude da Professora é louvável e se mais docentes tomarem esta atitude poderemos ainda salvar nosso patrimônio.

Anúncios

Celulares, ipods, calculadoras, carteiras, bolsas.  Esta é apenas uma pequena relação de itens furtados todos os dias nas Escolas Públicas de São Paulo.  Enquanto discutimos os excessos de violência entre os adolescentes alguns deles aproveitam para fazer escola de ladroagem. Gostaria que os governos estaduais e municipais fizessem uma estatística e as torna-se pública, quem sabe assim os pais procurariam saber a origem dos objetos que “surgem como por encanto” nas mochilas de seus estimados filhos.  Principalmente aqueles que vão à escola apenas e tão somente com camiseta, bermuda, tênis caro e boné.

Os recentes acontecimentos envolvendo Guardas Civis me remetem a um diálogo que tive com um colega cerca de um ano atrás quando vi uma reportagem mostrando que a Guarda Civil de São Paulo também tem Tropa de Choque.  Naquele tempo eu já havia dito que a Guarda Civil era um erro de estratégia.  Sendo sua finalidade apenas proteger o patrimônio público, tudo bem, mas ter poder de polícia diante da população civil qualifiquei como um erro e que as suas conseqüências não seriam boas para a sociedade.  Para se conhecer um homem, basta colocar o poder em suas mãos.  Dê uma arma (fonte de poder) para um homem despreparado e veja o resultado.

Uma mãe incita a filha a bater na colega, um professor destrata pais e alunos, uma professora faz gesto obsceno para as câmeras. Quem assistiu a estas cenas ontem nos noticiários, deve estar se perguntando: O que está havendo? Ora, ora, ora meus caros pais, tudo isso é fruto da liberalidade e a falta de limites aos filhos. Eu duvido que os senhores permaneçam em uma sala de aula onde “estudam” estes elementos deletérios por mais de cinco minutos sem que seu controle emocional entre em colapso. A atitude dos docentes é condenável, a eles um auxílio psicológico seria o ideal, à mãe a perda da guarda da filha por um período poderia ajudá-la a repensar na educação de sua filha e aos pais que são dominados pelos filhos adolescentes, uma boa dose de vergonha na cara.

Em minha opinião o Nelson Piquet e seu filho deveriam vir a público e pedir desculpa aos brasileiros. Eu nunca engoli o Nelson pai, principalmente quando ele foi campeão e na ocasião sendo entrevistado por um repórter brasileiro de uma TV brasileira, fez questão de falar em inglês… A atitude do filho dele me remete aquele ditado que nos ensina que colhemos o que plantamos. Forjar um acidente intencionalmente para beneficiar sua equipe além de ato anti-esportivo, denota o caráter de um biltre. Por falar nisso vou procurar na internet todos os acidentes envolvendo a família Piquet, quem sabe…

Setenta por cento dos DVD´s em circulação são piratas. Trinta por cento foi a redução do mercado formal nos últimos anos. A justiça diz que é crime. O governo diz que a pirataria alimenta o crime organizado.  A Indústria Fonográfica e todos os envolvidos lamentam.  A taxa de desemprego na área formal do comércio e locação de DVD´s está em ascenção meteórica. Mas a verdade é que a qualidade de boa parte dos DVD´s piratas já não deixa nada a desejar, mas mesmo assim o Governo e a Indústria Fonográfica não querem abrir mão de seus quinhões.  Se o Governo e a Indústria Fonográfica tivessem interesse esta situação já poderia ter sido revertida.  Como nada é feito para reduzir o preço dos DVD´s Originais, tudo leva a crer que além do crime organizado tem mais alguém ganhando e muito com esta situação e com certeza não sou eu.

“Ele estava embriagado e vinha em alta velocidade e atropelou o fulano, o fulano faleceu… Ele foi detido, autuado e libertado após pagar uma fiança de R$ 1.200,00 reais. Segundo o delegado ele responderá por homicídio culposo, ou seja, aquele em que não há a intenção de matar.” Até quando esta ladainha será repetida? Levando-se em consideração que o copo de bebida não voa até a boca do motorista e ele sabe que perde o controle sobre si ao embriagar-se, ele assume sim a responsabilidade sobre seus atos. O que falta para modificar a Lei é apenas trocar o nome do fulano neste texto para o nome de um familiar do responsável pela mudança da Lei, ai quem sabe ele desperta.

Façam suas apostas.  O Ex-Ministro da JUSTIÇA Márcio Thomaz Bastos assumiu o caso do médico Roger Abdelmassih, vamos ver em quanto tempo ele consegue a liberação de seu cliente.  Lembrando disto, os bandidos que queimaram vivo o índio Pataxó Galdino, agradecem até hoje a competência do Dr. Thomaz Bastos.