Pular navegação

Meu amigo pernambucano Paulo Caldas, você que vem a São Paulo quase toda semana presta atenção nessa: Em São Paulo, na cidade de Ourinhos uma professora foi algemada e presa porque a polícia Rodoviária confundiu um tablete de rapadura com crack.  E o pior vem agora: O delegado seccional de Ourinhos, Amarildo Aparecido Leal, disse que os policiais usaram o procedimento padrão diante da situação. Mudem o refrão… Rapadura é doce, mas não é crack não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: