Pular navegação

Monthly Archives: junho 2011

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta-feira em primeira votação, o Projeto de Lei 288/2011, do Executivo (leia-se Kassab), que autoriza a Prefeitura conceder até R$ 420 milhões de incentivos fiscais para a construção do futuro estádio do Corinthians em Itaquera. Tradução: Falta de personalidade política, vulgaridade, pouca vergonha, furto, peculato, desrespeito ao cidadão, mão-grande, safadeza, improbidade e principalmente certeza de impunidade.

Anúncios

O fato de terem sido utilizados 12 santos católicos na parada do orgulho gay não deveria gerar polêmica afinal de contas no dia 20 de janeiro de 2000, festa do mártir São Sebastião, o Grupo Gay da Bahia (GGB) divulgou documento proclamando São Sebastião como o patrono dos gays e elegendo o Mosteiro de São Sebastião dos Beneditinos da Bahia como o Santuário Homossexual do Brasil. Segundo Luiz Mott, professor de Antropologia na Universidade Federal da Bahia, desde a Idade Média que os homossexuais veneram São Sebastião como protetor da categoria. As gravuras e imagens de São Sebastião sempre o mostram seminu e com pose e expressão bastante efeminado.

Com que roupa ir à Parada Gay? A Prefeitura de São Paulo produziu um material com recomendações de discrição a quem vai assistir ou participar da 15.ª Parada do Orgulho LGBT neste domingo na Avenida Paulista.  Claro que para isto foi usado o dinheiro do contribuinte.  Assim como o dinheiro do contribuinte vai financiar o estádio do Corinthians e também o terreno público que foi doado.  Enquanto isso um idoso que precisa de urologista com urgência tem sua consulta marcada para daqui há três meses.  E a população permanece inerte, tendo à frente juízes que só se manifestam quando o assunto é homofobia, maconha e outros de interesse correlatos.

Pela ordem. Ao anular o contrato de união estável celebrado entre homossexuais, o juiz Jeronymo Pedro Villas Boas, da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e Registros Públicos de Goiânia (GO), mostrou para muitos o que poucos não sabem ou não tem interesse em saber. O Supremo Tribunal Federal, que autorizou em 5 de maio a união gay, não seria competente para alterar normas contidas na Constituição Federal, que determina como formadores da família apenas o homem e mulher. O presidente em exercício da OAB, Miguel Cançado, condenou a decisão. Segundo ele, ao decidir pela união estável entre pessoas do mesmo sexo, o Supremo “exerceu o papel de guardião e interprete da Constituição”.  Parabéns ao MM Juiz Jeronymo por sua decisão, mas como as coisas lá pelo lado do STF andam meio esfumaçadas espero não ter que visitá-lo em uma cadeia pública de Goiânia. Tenho dito.

O Ministério da Educação gastou R$ 14 milhões para distribuir material didático com erros de matemática a 37 mil escolas de educação no campo no ano passado. Nele se aprende, por exemplo, que 10-7=4 e que 16-8=6. Até quando? Errar é humano, mas permanecer no erro é burrice. Pergunto-me se a permanência do Haddad à frente do Ministério da Educação é apenas para ele adquirir experiência, pois pelos acontecimentos absurdos que já se tornaram corriqueiros em sua pasta ele deve ter amigo com “costas quentes” no Planalto. Para qualquer empresário da área privada ele já mostrou que não tem competência para exercer o cargo e já teria “rodado” há muito tempo.