Pular navegação

Monthly Archives: dezembro 2011

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), afirmou em entrevista à imprensa que padres e pastores devem ser sancionados por promoverem programas de “recuperação” ou “cura” da homossexualidade. Segundo ele, a punição deve ser estabelecida em lei. “Eu acho que tem que haver uma sanção. Eu quero que a gente compare, simplesmente, com outros grupos vulneráveis para saber se é bacana. Alguém que chegue e incite violência contra mulheres e contra negros, ou contra crianças nesse país… Vai ser bem aceito?”.  Deputado, neste caso não se aplica o ditado que diz “É tudo farinha do mesmo saco”. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Como perguntar não é ofender, conheces a parábola do Trigo e do Joio?, pois bem, não sou branco, mas decerto sou trigo.

Anúncios

Cada dia mais estou me distanciando de meu amigo televisor, nome antiquado, mas era no tempo em que o chamávamos assim que sentia prazer em sua presença em minha sala, em qualquer dia, em qualquer horário, havia programas de todos os tipos, mas decerto nos prendiam com seu rico conteúdo.  Hoje, as tevês são moderníssimas, de plasma, alta definição som de qualidade estelar… Mas, o conteúdo… Ao assistir um programa comandado por uma moça que tem o sobrenome do fenomenal Ministro da Educação fiquei pasmado quando ela narrava a cena em que um rapaz que daria um triplo giro no ar em uma cadeira de rodas e ela soltou esta pérola…  “Olha só o giro de 900 graus que ele conseguiu”.

Frase do ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB): “Durante partida de futebol não pode ter bebida e durante o show da Madonna pode ter?”.  Concluo então que a maconha e a cachaça têm mais importância para os Ministros do que segurança e saúde. Será?!

Pela primeira vez no Brasil, a Unesco lançou na terça-feira uma consulta internacional para lidar com o bullying contra estudantes LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) nas escolas e universidades. De acordo com o diretor de Educação pela Paz do órgão, Mark Richmond, é preciso combater esse tipo de violência, que contribui para o aumento da evasão escolar.  É preciso avisar ao Mr. Richmond que aqui no Brasil muitos adolescentes deixam a Escola porque se ficarem por lá são “adotados por traficantes”, façam um estudo sobre isso também e enfiem na garganta de nossos governantes, eles sabem disso, mas nada fazem para mudar a situação.