Pular navegação

Monthly Archives: setembro 2012

Uma proposta da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pretende transformar orelhões em transmissores de Wi-Fi em pontos de acesso à internet com visor, para consultar dados como mapas, endereços e telefones. A vantagem, destaca a conselheira Emília Ribeiro, da Anatel, é que a faixa de uso do serviço não está congestionada. Caberia às concessionárias estabelecer uma forma de cobrança pelo uso desse serviço de telecomunicações. Ora bolas, Dona Emília, porque em primeiro lugar a Anatel não obriga as teles colocar para funcionar as redes 3G que temos? Pago uma fortuna pela 3G de 15 mega, o programa do fabricante atesta os 15 mega, mas o funcionamento é igual à internet discada turbiNADA.  Além do mais, colocar 3G em orelhões diante da educação que o brasileiro herdou dos pais nos últimos 20 anos é dar pérolas aos porcos.

Anúncios

Lição de casa para o próximo Prefeito de São Paulo, a cidade está pronta, falta o acabamento, vejamos: 1) Acabar com as favelas embaixo dos viadutos. 2) Acabar com as panes elétricas nos trens da CPTM. 3) Acabar com os assaltos onde sempre tem 2 na moto, onde um dirige e o outro atira. 4) Acabar com arrastão em condomínios. 5) Acabar com as enchentes. 6) Acabar com os super-congestionamentos. 7) Acabar com as saidinhas de banco.  8) Acabar com as saídas temporárias de sequestradores, pedófilos e estupradores. 9) Acabar com o sequestro relâmpago. 10) Acabar com o péssimo serviço de transporte público e saúde.  Fazendo direitinho esta lição de casa e obtendo pelo menos a nota 7, garantirá a reeleição.

A Belo Sun Mining Corporation, empresa com sede no Canadá começará a exploração de ouro em Belo Monte. A previsão é de um investimento total de mais de US$ 1 bilhão e de que, em 11 anos de operação, deverão ser produzidas 51,2 toneladas de ouro, uma média de 4,6 toneladas de ouro por ano. Trata-se de um empreendimento com sede no Canadá e “portfolio” no Brasil. Brasileiros, guardem esta informação para seus netos.  Quando falar com eles comparem com a época de ouro da borracha no Brasil e vejam como um inglês roubou 70 mil sementes de seringueira e acabou com o monopólio do Brasil sobre a borracha.  Brasil ame-o ou deixe-o, mas não o vendam.

O ouvidor da Polícia do Estado de São Paulo, Luiz Gonzaga Dantas, considerou preocupante a morte de nove pessoas na ação da ROTA (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) ocorrida na terça-feira (11/09) em Várzea Paulista, na Grande São Paulo. ”Realmente, esse fato é preocupante, visto que várias pessoas foram mortas onde havia agentes do Estado”, afirmou, completando ainda disse “Vamos ouvir pessoas que tenham testemunhado esses fatos lamentáveis”. Em primeiro lugar parabéns ao comandante da ROTA.  Preocupante e lamentável Sr. Luiz Gonzaga é sua atitude que se iguala à das entidades de Direitos Humanos, que só aparecem quando os algozes da população levam à pior.  Não queremos uma polícia assassina e, diga-se de passagem, não a temos, mas homens honrados, trabalhadores e suas famílias estão sendo exterminados e o senhor, que aparentemente está ao nosso lado, não fará a menor falta se for exonerado, ou simplesmente apenas calar-se.

Fim da era Kassab.  Queremos de novo a Avenida que tem a cara de São Paulo de volta, com seus luminosos tal qual a Time Square. A Avenida Paulista, que recebia todas as noites centenas de pessoas de todas as partes do País e do mundo em suas calçadas para deslumbrar-se com toda aquela luminosidade e beleza futurística.  Queremos também poder trabalhar e tomar um cafezinho lá no Franz´s da Rouxinol em Moema, antes que feche, pois o Kassab tornou proibido o estacionamento nos lugares mais frequentados, obrigando os comerciantes a baixarem as portas.  Enfim, é hora de resgatar o que nos foi surrupiado em nome apenas de uma promoção pessoal.