Pular navegação

Monthly Archives: dezembro 2012

Por tolerância o Senado permitiu uma gota de álcool no sangue dos motoristas irresponsáveis que matam inocentes. Por tolerância nesta época milhares de estupradores, traficantes e assaltantes estão nas ruas.  Por tolerância os que roubam o dinheiro da saúde estão livres e nesse fim de ano não cansarão de brindar e desejar saúde aos seus.  Por tolerância os bandidos estão armados com fuzis, pistolas, granadas e metralhadoras.  Por tolerância as drogas invadiram os lares e estão destruindo as famílias. Por tolerância arriscamos nosso voto em desconhecidos por acharmos que ele é a nossa tábua de salvação. Por tolerância nós estamos nos deixando destruir a cada minuto. Por tolerância, perdemos a Flávia da Costa Silva, morta por uma bala perdida, e ela a partir de agora é mais um número, uma estatística, apenas isso. Os frutos de nossa tolerância estão amargos demais, até quando o suportaremos?

Mais uma vez, mais um massacre, e infelizmente não será o último.   Sábias foram as palavras governador do Connecticut, Dan Malloy, em um pronunciamento rápido e doloroso sobre a morte de 28 pessoas na cidade de Newtown, nos Estados Unidos, “O mal visitou esta comunidade hoje”.  Um país que todos estão acostumados a chamar de maior potência mundial, mas que dentro de sua couraça sangra quase todos os dias, tocados pelos seus, digamos, patriotas, matando indiscriminadamente crianças, idosos, deficientes. É hora dos Estados Unidos pararem de tirar o argueiro dos olhos dos outros países e tirar a enorme trave do seu.