Pular navegação

Monthly Archives: abril 2013

 

Em entrevista na sede da Secretaria da Segurança Pública (SSP) o delegado geral, Maurício Blazek, comemorou o trabalho que culminou com a captura do trio acusado da morte da dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza. “Eu havia dito que era questão de honra [achar os autores do homicídio].”, disse ainda que os detidos confessaram o crime concluindo, “O caso da Cinthya está findado.” A família dela também Dr. Blazek.  Agora a frase “questão de honra” virou moda, é o governador, delegados, prefeito, todos dizem isto depois que mais um crime terrível acontece e o número de questões de honra resolvidas cresce a cada dia não é? Mais um “adolescente” de 17 anos assume a culpa de um bárbaro crime, e nós nos perguntamos até quando eles fornecerão crimes onde para vocês será uma questão de honra encontrá-los.  Questão de honra para vocês, questão de desonra para nós, pois não podemos proteger nossas famílias tão bem como os senhores protegem as suas, às nossas custas, claro.

Anúncios

O Ministério da Saúde vai reduzir de 21 para 18 anos a idade mínima para que um transexual possa fazer cirurgia de mudança de sexo na rede pública e de 18 para 16 a idade para início do tratamento hormonal e psicológico. A rede pública também passará a pagar a operação de troca de sexo feminino para masculino. Que vergonha senhor Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso, o senhor está sem moral mesmo. Lá na saúde eles conseguiram reduzir a maioridade, agora um adolescente de 16 anos além de votar, tem legalmente a autoridade para decidir se quer deixar de ser homem (ou mulher) e na sua pasta eles tem autoridade até para matar e saírem impunes.  Já pensou em tocar neste assunto com sua família? Ou ainda está preocupado com os 12 de Oruro?

O vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, pediu “tolerância zero” e declarou que o Estado vive uma “epidemia de insegurança” após sua filha ser vítima de uma tentativa de assalto no bairro do Morumbi.  Senhor vice-governador, esta solicitação não é sua, mas sim de toda a população de bem deste país, pois desde que assinamos aquele maldito referendo das armas, todos os bandidos estão armados até os dentes e com a mais absoluta certeza de que não encontrarão resistência alguma às suas ações, visto que até a polícia tem sido caçada pelos bandidos. Agora eles enveredaram para as autoridades, são delegados, juízes, deputados, vereadores, todos estão sendo atacados e até mortos! A Juíza Patrícia Acioli do Rio de Janeiro foi morta com 21 tiros! Até onde chegaremos senhor? A polícia e o judiciário já estão desmoralizados, nós estamos encurralados, encarcerados, amedrontados, até onde senhor chegaremos até que uma providência seja tomada?  Qual o limite? O Planalto?

A campanha pela descriminalização do uso de drogas ganhou o apoio de sete ex-ministros da Justiça, que entregam hoje ao STF (Supremo Tribunal Federal) um manifesto defendendo que não se pode punir comportamentos praticados na intimidade que “não prejudiquem terceiros”.  O documento é assinado por Nelson Jobim, José Carlos Dias, Miguel Reale Júnior, Aloysio Nunes Filho e José Gregori (que estiveram à frente da pasta durante o governo Fernando Henrique Cardoso).  Pronto, não precisa explicar mais nada. Gostaria só que eles perguntassem aos pais se eles concordam, mesmo sabendo que o próximo passo é o crack e a cocaína.  Em tempo: Até tu Reale?

O ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta sexta-feira que o governo é contra a redução da maioridade penal.  Todos que andam de carro blindado, são cercados de seguranças e seus familiares estão em uma redoma também são contra.  Até o pai da Liana Friedenbach (Que Deus a tenha em bom lugar) é contra. Mas os bandidos já estão alcançando juízes, deputados, prefeitos, vereadores e delegados. Ontem eles chegaram bem perto do Superior Tribunal Federal. Eles são uma verdadeira praga e como praga estão se alastrando.  De 70.000 ocorrências policiais 20.000 envolvem “jovens” abaixo de 18 anos. E o Estado que constituímos para nos proteger, apenas fala, enquanto a parcela de trabalhadores honestos se debate em meio a tanto sangue e está sucumbindo e votando…

 

Hoje foi publicado o IPCA e chegamos a 6,59% acumulados nos últimos 12 meses, um pouco acima do previsto pelos “magos” de Brasília.  Mas sempre dão um jeitinho aqui e ali e fecham a conta da maneira que querem mostrar, é sempre assim.  Aqui em Guarulhos/SP o IPTU em alguns casos foi elevado em mais de 500% trazendo um grande e irreparável prejuízo à população, mas nem todos foram prejudicados, os donos de “mercados de bairro” encontraram uma solução prática para resolver este problema (no caso deles é claro), em um dos mercados que compro freqüentemente um produto alimentício teve seu preço majorado em 47%, outro foi majorado em 68%.  Alegação do proprietário? “Tudo está subindo…”.  Assim até eu tiro de letra o aperto de meu bolso.

Esta verdadeira caça ao Pastor Marcos Feliciano poderia ser estendida a outros setores da sociedade, por exemplo, a política.  Tantos são os desmandos, desvarios, falta de respeito que a maioria dos políticos infringem a população e nenhum destes que agora levantam a chibata contra o pastor só pelo fato dele ser pastor, diga-se a verdade, porque muitos são os que falam dos gays á toda hora e estão por ai sem serem molestados. Porque diante das palavras do Deputado Bolsonaro não há levante de tal monta? Nenhum destes honra a própria dignidade e se insurge contra esta corja que está nos esfolando, trabalhamos e não comemos, trabalhamos e não nos é permitida a diversão, trabalhamos e não nos vestimos, trabalhamos e nosso sangue é usurpado por eles.  Eia brasileiros, tomem para si as verdadeiras rédeas da nação.  Esta força que habita dentro de todos, bem poderia ser usada para o bem geral e não apenas de uma classe de pessoas que por sua diferença quer diferenciar e incriminar os outros.

Fato é que todos os estão contra a justiça da Bolívia pelo fato de que “Os 12 de Oruru” estão com prisão preventiva há quase 2 meses na Bolívia, até o alto escalão do Governo Brasileiro também, eu não. Por lá existe uma justiça que é a que eles aplicam e a consideram justa e aqui há uma in(justiça) que nós brasileiros estamos acostumados a aceitar tacitamente. Aqui no Brasil um homem matou uma mulher com um tiro nas costas e ainda deu o tiro de misericórdia à queima-roupa na cabeça e a nossa sociedade hipócrita que inclui principalmente a Dilma (a sonsa), faz de conta que não lembra que ele só foi preso onze anos após o crime. Por isso está escrito que é preciso primeiro tirar a trave que está em nosso olho para depois tirar o cisco que está nos olhos dos outros.