Pular navegação

Tag Archives: Governo de São Paulo

Sugiro às redes de televisão que apresentam programas voltados à violência urbana que no dia 4 de Outubro de 2014 façam um programa especial de 24 horas com flash ao vivo dos acontecimentos nas capitais e regiões metropolitanas, como se fosse um reality show (de horror).  Desta forma a população teria material suficiente para escolher os novos governantes.  Por exemplo, aqui em São Paulo duvido que o Alckmin com sua política de segurança pública conseguisse reeleger-se.

Anúncios

Num passado não muito distante escutava meu pai dizer “Quando o gato não está em casa, o rato come em cima da mesa”.  Hoje, como não temos segurança pública, os “ratos” estão comandando a festa.  Não há polícia que agüente, aliás, eles também estão sendo caçados e mortos.  Na maior metrópole do Brasil o filho do governador foi encurralado, não fosse o nosso dinheiro para garantir a ele uma escolta, esta hora já estaria do outro lado.  A Dilma só está preocupada com a copa do mundo, deveria sim preocupar-se com a copa do palácio do planalto e botar um general no lugar do Luiz Eduardo, ao invés de palavras, neste momento o Brasil precisa é de ação!

Geraldo Alckmin atribui violência em São Paulo ao tamanho da população e compara: “Aqui é maior que a Argentina”.  Governador, acho que de tanto anestesiar o senhor está anestesiado, só pode ser, não há outra explicação para que uma frase desta tenha sido formada em uma mente sã.

Uma onda desenfreada de latrocínios, homicídios, arrastões, furtos, roubos, invasão de residências, tráfico de drogas e violência contra a mulher vem ocorrendo na terceira maior metrópole do mundo e maior capital de nosso país.  Agora a bandidagem partiu para cima da polícia e como de costume, os órgãos responsáveis pela segurança devem abrir mais uma delegacia especializada, agora para investigar crimes contra a polícia, se é que já não existe uma. O que observo de tudo isso: A polícia se especializou em manter a ordem entre os cidadãos de bem que protestam e lutam por seus direitos (veja caso da Unifesp Guarulhos), ou nos embates contra os ambulantes da 25 de março, o governo desarmou a população, mas não os bandidos, e não há polícia para proteger nem mesmo a polícia, falar em crime organizado é quase crime, mas a verdade é que a organização deles está muito além do que o nosso governador possa imaginar…

O governo de São Paulo desistiu, após pressão de moradores, empresários e comerciantes de Higienópolis, bairro de alto padrão, de uma estação do metrô na Avenida Angélica. Os protestos contra a estação reuniu 3.500 assinaturas contra o plano, com campanhas na rua e no Twitter. Os moradores alegavam que a nova estação ampliaria o fluxo de pessoas no local, com o consequente “aumento de ocorrências indesejáveis”, além da transformação da área em “camelódromo”.  Espero que o Governador Geraldo Alkmin venha a público desmentir esta notícia que está sendo veiculada em todos os Jornais do Estado, ou confirmar que sucumbiu à pressão discriminatória da Elite em detrimento da outra parte da população de mais de 50.000 habitantes que depende do transporte público.