Pular navegação

Tag Archives: Polícia Militar do Estado de São Paulo

São Paulo tem recorde de eleitores sem candidato, o índice é o maior da história para o período. Fato: Três eram os candidatos no primeiro turno, um inoperante, um incompetente e um inexperiente.  Um deles, o inexperiente ficou fora. O Governo do Estado diz que a facção criminosa é lenda.  A polícia civil, a militar e a guarda civil está morrendo aos poucos, seja por tiro ou pelo salário miserável. O paulista e paulistano querem uma solução, e pelo jeito neste século nada vai acontecer. Ainda bem que com o Telhada e o Conte podemos contar (desculpe-me pelo trocadilho). Mas, espere, há uma luz no fim do túnel, em Brasília descobriram que a violência está aumentando e a força nacional de segurança ficará por lá durante noventa dias. Em Brasília? Sim, lá em Brasília, afinal de contas, lá é Brasília e o resto é Brasil. Enquanto lá a cidade está urbanizada, no resto do Brasil está urbandidada.

O ouvidor da Polícia do Estado de São Paulo, Luiz Gonzaga Dantas, considerou preocupante a morte de nove pessoas na ação da ROTA (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) ocorrida na terça-feira (11/09) em Várzea Paulista, na Grande São Paulo. ”Realmente, esse fato é preocupante, visto que várias pessoas foram mortas onde havia agentes do Estado”, afirmou, completando ainda disse “Vamos ouvir pessoas que tenham testemunhado esses fatos lamentáveis”. Em primeiro lugar parabéns ao comandante da ROTA.  Preocupante e lamentável Sr. Luiz Gonzaga é sua atitude que se iguala à das entidades de Direitos Humanos, que só aparecem quando os algozes da população levam à pior.  Não queremos uma polícia assassina e, diga-se de passagem, não a temos, mas homens honrados, trabalhadores e suas famílias estão sendo exterminados e o senhor, que aparentemente está ao nosso lado, não fará a menor falta se for exonerado, ou simplesmente apenas calar-se.