Pular navegação

Tag Archives: policia

Assim como o Bingo foi extirpado da sociedade pelos inúmeros prejuízos causados aos incautos, principalmente parte da população idosa, poder-se-ia clamar agora pelos desmanches de veículos.  Público e notório é que a maioria esmagadora dos desmanches de veículos é abastecido por peças de veículos roubados e furtados. Assim como se faz campanha contra a pirataria de dvd´s dizendo ser este um meio de abastecer o crime organizado, e o que dizer então dos desmanches de veículos, que todos os dias esfacelam uma parte da sociedade?

Se colar… Colou! A maior carga tributária, o maior valor cobrado de pedágio nas estradas, a maior tarifa de telefonia móvel.  O pior sistema de saúde, de educação e de segurança.   É a famosa política do se colar… Colou.  Certo que o Brasil tem um povo ordeiro, mas os governantes acham que é um povo cordeiro.  Um pedágio de R$ 18,50 só porque é caminho para a praia para milhares de paulistanos é a prova de que o lobo não é bobo.  Mas um dia o chafardel vai ter que balir.  Antes tarde do que nunca.

Os recentes acontecimentos envolvendo Guardas Civis me remetem a um diálogo que tive com um colega cerca de um ano atrás quando vi uma reportagem mostrando que a Guarda Civil de São Paulo também tem Tropa de Choque.  Naquele tempo eu já havia dito que a Guarda Civil era um erro de estratégia.  Sendo sua finalidade apenas proteger o patrimônio público, tudo bem, mas ter poder de polícia diante da população civil qualifiquei como um erro e que as suas conseqüências não seriam boas para a sociedade.  Para se conhecer um homem, basta colocar o poder em suas mãos.  Dê uma arma (fonte de poder) para um homem despreparado e veja o resultado.

Reforço no policiamento militar e civil, reforço no metrô, três hospitais de campanha com 140 leitos, mobilização da Companhia de Engenharia de Tráfego, Alerta para o corpo de Bombeiros e Hospitais, 25.000 Guias-Gay (impressos com meu dinheiro). Tudo isso ocorre em São Paulo no dia 14/Jun para dar apoio a “Parada do Orgulho de ser gay”.  Não sou homofóbico, apenas não concordo que o Prefeito da maior e mais importante capital do País, use meu dinheiro para satisfazer seus desejos pessoais.  Outros eventos são proibidos, mas a “Caminhada das Lésbicas” e “Parada do Orgulho de ser gay”, recebem de nosso Prefeito todo “rrrrrrrrapoio”.  É, como se diz, legislar em causa própria.  Tá errado!