Pular navegação

Tag Archives: Saidinha de banco

Depois de centenas de mortes o governo do Estado de São Paulo resolve sancionar uma lei para coibir os desmanches de veículos clandestinos, ou seja, quase cem por cento deles. Eu sei e todos sabem que fechando estes desmanches sobrará mais espaço nos cemitérios e só agora é que o governo toma uma providência. É o mesmo caso do pagamento de fiança para responder em liberdade, das saídas temporárias e do regime semi-aberto para traficantes, estupradores e homicidas; Todos sabem do resultado maléfico para a sociedade, mas não tomam nenhuma providência.

Anúncios

Dois homens em uma moto assaltaram, mataram… Um homem dirigindo embriagado atropelou e matou… O ex-marido matou com vários tiros a ex-esposa… Uma quadrilha invadiu um condomínio e promoveu um arrastão… Uma pessoa foi morta após sair do banco… Ao parar no sinal levou um tiro… Os Jornais de amanhã não terão tanto trabalho assim, pois os títulos das matérias das páginas policiais já estão todos montados, basta só acrescentar o nome das possíveis vítimas.  E o Estado que, enquanto sociedade nós o constituímos para nos proteger, devora-se a si mesmo sucumbindo na corrupção, no nepotismo, no corporativismo e a maioria de nós, pasmados, atônitos, assistimos de braços cruzados o fim de nossos amigos e familiares. Até quando Dilma?