Pular navegação

Tag Archives: tráfico

Primeiro erro: A invasão das 13 favelas do Complexo do Alemão teria ocorrido 18 meses antes do previsto. Ela deveria ter ocorrido dezoito anos atrás.  Segundo erro: A estratégia foi planejada apenas para os traficantes.  Como ficam os milhares de usuários que mantinham o tráfico? Não me digam que a estratégia é que eles parem de usar drogas como que por encanto?  Certo é que os traficantes só subsistiram até hoje por vários motivos: A inércia do governo, a corrupção na polícia, a conivência de moradores das favelas e a grande e variada clientela que encontraram pela frente.

Anúncios

O colega Luciano Nogueira citou em um Jornal de São Paulo três exemplos de patrocínio da Petrobrás que citou como questionáveis, quais sejam: a) Fundação José Sarney que recebeu R$ 1,3 milhão. b) Flamengo: Notório sonegador milionário de INSS. c) Big Brother Brasil. Mas prepare-se pelo que ainda vem ai, Lembre-se que há pouco tempo a Petrobrás despejou milhões de reais nos bolsos dos bicheiros do Rio de Janeiro para patrocinar escolas de samba e nem por isso o Presidente da Petrobrás foi preso, como ocorreu com o cantor Belo acusado de associação ao tráfico.  E não me venham dizer que bicheiro e traficante são como água e óleo…

A declaração do “homem centenário” de que o Brasil ganhou sobre Chicago a disputa pela sede das Olimpíadas de 2016 porque levou 50 stripers e um quilo de “pó” enquanto os Estados Unidos levou Obama e Ophra nos mostra o quanto é importante lutar por uma mudança na condução interna de nosso país.  Se hoje somos considerados como a quinta economia do mundo, quando, e se um dia chegarmos ao topo, o mundo com certeza irá atribuir nossa potencialidade ao que os nossos governantes permitem que sejamos expostos no dia a dia: Turismo sexual, prostituição infantil e pó, muito pó…  Aquela nuvem branca que pela manhã encobre os morros da cidade do Rio de Janeiro, às vezes é um sutil nevoeiro, mas na maioria das vezes são os traficantes sacudindo as fronhas…

Sr. Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, a autonomia dos Estados tem que ter limites e a situação do Rio de Janeiro é de extrema delicadeza e urgência pois envolve a morte diária e indiscriminada de civis.  Portanto Sr. Presidente, tome um posicionamento digno de um Chefe de Estado e encare a situação do Rio de Janeiro como uma guerra civil declarada e em andamento. O Sr. lutou para que as Olimpíadas fossem realizadas no Rio de Janeiro, lute agora para que tenhamos platéia para esta Olimpíada. Sua decisão será com certeza aplaudida de pé por todos os brasileiros e extrangeiros que amam o Brasil e em especial o Rio de Janeiro.